Funcionário do mês

CRÔNICAS, CONTOS E TEXTOS POÉTICOS, NÃO POESIA.

AQUELA 'ELA'

Para o azar de todos, ela não queria conhecer ninguém.
Conhecer significa aprender, apreender e naquela noite não queria armazenar nada, queria justamente o contrário; se esvaziar.
Bebeu tequila, dançou, vomitou e voltou pra casa.
Naquela noite choveu muito e o cheiro dos telhados molhados entrava pela janela aberta do seu quarto e se acomodavam pela bagunça como se fossem gatos.
Adormeceu pensando que esperta mesmo era a maçã, que se fez de natureza morta para não virar torta.




Juan Barto