Funcionário do mês

CRÔNICAS, CONTOS E TEXTOS POÉTICOS, NÃO POESIA.
De vez em quando o mundo faz sentido
e de vez em quando é comigo.
As vezes eu paro e penso que a recompensa compensa.
Sonhei uma noite inteira em película de filmes dos anos setenta.
O ar cheirava a morango.
O que pedimos é o que diz quem nós somos.
Estalactites nas pontas do corpo.



Juan Barto