Funcionário do mês

CRÔNICAS, CONTOS E TEXTOS POÉTICOS, NÃO POESIA.

BAIXARIA

As vezes eu preciso sumir do nada e aparecer três dias depois. Isso faz bem pra minha pele e pro meu sorriso.
Eu preciso que alguém lave minhas camisas comigo dentro, pra ver se eu pego uma corzinha.
Meu lençol enrijece quando eu não me dou, minha casa apodrece quando eu não estou.
É por isso que eu não gosto de me ausentar, porque meu violão sente minha falta e chora
que nem viola.



Juan Barto