Funcionário do mês

CRÔNICAS, CONTOS E TEXTOS POÉTICOS, NÃO POESIA.
Tem pessoas que a gente gostaria de ser como elas.
Tem pessoas que a gente gostaria que fossem como nós.
Viver do passado é se esconder embaixo de um cobertor que não existe mais, com medo de monstros que também não existem mais.

----------------------------------------------------------------

Eu sou a urtiga promíscua que queima seu juízo entupido de algodão.
Eu sou a vozinha na sua cabeça que sussurra entre cada refeição: "Por que não?"
Eu sou o trapezista maneta.
Eu tomo sorvete de garfo e sopa com a mão.
Escrever é uma manifestação altruísta ou é a mais pura prepotência disfarçada de ficção?
Eu, já acho que é meramente um ralo.
Eu sou o ursinho de pelúcia encalhado na máquina, junto com tantos outros ursinhos à espera da garra que virá dos céus pra nos tirar desse aperto.
Pois escute essa...
Deus não tem mais moedas.



Juan Barto