Funcionário do mês

[ CRÔNICAS, CONTOS, POESIA CONCRETA ] [ ILUSTRAÇÕES ] [ FOTOGRAFIAS ] [ VÍDEOS ]
Não deu mais cupim nos meus barcos de papel, não deu mais insetos nos frutos da minha imaginação.
O balde encheu, o leite ferveu e o fogo matou os micróbios que tinha que matar.
E o que não dá mais é porque já deu, o sapato não cabe mais, o pé cresceu!
Nessa novela viva, o final não tem sexta feira certa.

------------------------------------------------------------------------

Alíce é um belo nome.
Alíce é uma bela menina.
Alíce é uma bela história.

------------------------------------------------------------------------

Um rosto como o seu eu não esqueceria.
Não um rosto como o seu.
Até esqueceria.. Só pra me surpreender toda vez, toda vida, todo dia.



Juan Barto