Funcionário do mês

[ CRÔNICAS, CONTOS, POESIA CONCRETA ] [ ILUSTRAÇÕES ] [ FOTOGRAFIAS ] [ VÍDEOS ]

VALENTINA

O dia é uma bacia de água limpa, o anoitecer é alguém derramando lentamente um tubo de nanquim dentro dela.
A tinta aos poucos tomando conta por inteiro da água, que nem um bicho que engole outro devagar e em silêncio.
Escurecendo... escurecendo... escurecendo... até ficar completamente preta.
Parada e preta. Noite estabelecida.

--------------------------------------------------------------

Valentina é uma dama de espadas. Coração preto e invertido.
Eu sou o rei barbudo de copas, de copos. Coração acima e abaixo da cintura, ambos vermelhos.
Adoro o som da palavra "vermelho". É como a palavra "mergulho", não tem como dizê-la sem ter a sensação de tomar um gole d’água.
Palavras afogam.
Palavras embebedam.
Saiam pra beber livros e dirijam bêbados de volta pra casa.


Juan Barto




Foto: Juan Barto