Funcionário do mês

CRÔNICAS, CONTOS E TEXTOS POÉTICOS, NÃO POESIAS.

VALENTINA

Valentina é uma dama de espadas. Coração preto e invertido.
Eu sou o rei barbudo de copas, de copos. Coração acima e abaixo da cintura, ambos vermelhos.
Adoro o som da palavra "vermelho". É como a palavra "mergulho", não tem como dizê-la sem ter a sensação de tomar um gole d’água.
Palavras afogam.
Palavras alcoolizam.
Ingiram livros e dirijam bêbados de volta pra casa.



Juan Barto




Foto: Juan Barto