Funcionário do mês

[ CRÔNICAS, CONTOS, POESIA CONCRETA ] [ ILUSTRAÇÕES ] [ FOTOGRAFIAS ] [ VÍDEOS ]
Ele pensa o que escreve enquanto escreve.
Ele escreve o que pensa enquanto pensa.
Lembrava de um sonho que tivera um tempo atrás consigo mesmo amarrado nos trilhos do trem, que vinha à toda velocidade como um predador, prestes a acertar seu corpo em cheio, espatifá-lo ao meio!
O trem em hipótese alguma desvia, continua seu traçado e só para quando chega.
Ele sabia que não devia odiar o trem, mas sim, se parecer com ele, que sabe que toda volta é o desfrute da ida.
A vida é uma pilha, a carga de energia oscila e o gosto depende de que lado você morde.
Acordou se perguntando quando as coisas iriam sair do seu porta-retratos para o seu porta-jóias.
Apertou internamente a turbina do “Top Gear''.




Juan Barto