Funcionário do mês

CRÔNICAS, CONTOS E TEXTOS POÉTICOS, NÃO POESIA.
A cidade a noite, com suas luzes que piscam e suas setas brilhosas, me faz imaginar que estou num imenso pinball.
Noite essa, que passou voando veloz do lado de fora da janela do carro, como um cavalo de corridas fantasma.
Encaçapo bolas de neve com tacadas, afastando seu gelo pra longe de mim, para as profundezas da mesa, mas nada se compara ao prazer que eu sinto em ouvir o 'CLAC!' das reais esferas da sinuca se chocando com força.




Juan Barto