Funcionário do mês

CRÔNICAS, CONTOS E TEXTOS POÉTICOS, NÃO POESIA.
O homem  em seu estado bruto não desenvolve por si só. Ele precisa de um gatilho!
Ódio, inveja, amor, paixão, pena, qualquer coisa, mas nada evolui do zero total. 

---------------------------------------------------------------------------

Somos café solúvel, esperando o "píííí" da chaleira ao longe, ansiando por subir aos céus das bocas como fogos de artifícios, estourando em formiguinhas luminosas, coçando os cérebros das pessoas de baixo pra cima.





Juan Barto