Funcionário do mês

CRÔNICAS, CONTOS E TEXTOS POÉTICOS, NÃO POESIA.
Ela olhou o amigo sentado a sua frente, inclinou-se para frente como se partilhasse um segredo e por fim falou:

-Repare que o lápis azul vem sempre ao lado do lápis azul-escuro na caixa de lápis coloridos....E nunca deu briga.

-Verdade. - Respondeu o amigo.

-Sabe... - Continuou ela, apoiando as mãos sobre a mesa fria de plástico. - Esses dias, eu sonhei que morava numa cabana na lua, e olhar o universo era como estar cercada de árvores de natal extremamente enfeitadas.

-Fabuloso!

-Meio 'O pequeno príncipe', mas só que eu tinha banheiro.

Começara a chover forte e repentiamente. As mini agulhas d'água picando a vidraça da lanchonete insistentemente, pessoas correndo nas ruas tentando se abrigar.




Juan Barto