Funcionário do mês

[ CRÔNICAS, CONTOS, POESIA CONCRETA ] [ ILUSTRAÇÕES ] [ FOTOGRAFIAS ] [ VÍDEOS ]

MALANDRAGEM SELETIVA

O livre arbítrio é uma rua de mão dupla, uma puta de dois peitos, e eu exerço o meu me livrando do convívio dos que ficam lambendo o saco de quem não tem culhões e goza direto nos nossos olhos, que é pra gente não ver quando a pica estiver entrando.

O brasileiro é interplanetariamente conhecido como um ser ‘metido a esperto’, mas quando chega o momento dele realmente ser e tirar dez na prova, resolve ter um surto de integridade, de crise de consciência!
O candidato paga cinquenta reais em troca do seu voto e quando o sujeito chega cara a cara com a urna, ele perde o gol feito embaixo das traves e de fato vota no cara!
Cumpre a sua palavra, em alguns casos, pela primeira vez no ano... na vida!


Nessa hora o "não tem ninguém  olhando" tá no conserto.



Juan Barto