Funcionário do mês

[ CRÔNICAS, CONTOS, POESIA CONCRETA ] [ ILUSTRAÇÕES ] [ FOTOGRAFIAS ] [ VÍDEOS ]
As vezes não consigo dormir de tanta ansiedade por tudo aquilo que quero fazer quando acordar.
Acho que acordar é uma daquelas coisas que a gente só dá valor quando perde.
Acordar é bom, acordar é ótimo. Pretendo ir acordando o máximo de vezes possíveis.
Mal abri os olhos e a primeira coisa que vi, foi a dança tribal das poeirinhas em espiral contra a réstia de luz que entrava espremida pelos dois centimeters de janela aberta.
Todos os eletro-domésticos também dormiam, a julgar pelos seus vidros foscos, menos o ventilador, impávido velando o meu sono com seu grande olho vigia, afastando o calor e os mau-olhados de mim.
Ando tendo sonhos estranhos, a antena paranoica captando um milhão de canais.
Para pessoas de mentalidade anoréxica, o meu mais doce sorriso.
A sorte é uma roleta russa, e a vida um carrossel-bala.
Precisava seu lounge ser tão longe?
Eu sou o colecionador de cheiros, e quero reenca(de)rnar numa palavra, qualquer uma!
Só as palavras possuem a vida eterna.


JuanBarto