Funcionário do mês

[ CRÔNICAS, CONTOS, POESIA CONCRETA ] [ ILUSTRAÇÕES ] [ FOTOGRAFIAS ] [ VÍDEOS ]
Como uma camisa da C&A, que sai da loja extasiada, se achando única, até virar a primeira esquina e se deparar com mais trinta e cinco exatamente iguais circulando por ai.
Se perceber ingênua e boba foi de murchar as mangas.




Juan Barto
Cansei de escrever falas, vamos falar sobre palavras.
Palavras são tatuagens de rena no papel de pele branquinha de quem não vai à praia.
Ser sumariamente ignorado quer dizer o que? Que a pessoa vai te apontar o número da página que tem explicando o porquê dela te desprezar?
A placa na cerca diz: "Perigo, alta vontade! 200.000 'whats' (à serem respondidos).
O mudo discordou do ponto de vista do cego, que por sua vez gaguejou no olhar.
O amor é lego.
Domingo é o dia que Deus não fez questão e nem faz.
Ele não descansou, ele desistiu. E se não fosse essa chateação o mundo era pra ser bem mais.
Mas sentimento é assim mesmo. Mostrou monstrou.
Ser humano deveria vir com exaustor e porta copo.
Passe com o para-choque por cima das pessoas 'para-brisas'.
Não te vejo em parte alguma, em porta nenhuma.
Nunca esses retângulos de madeira pareceram tão pouco interessantes quanto os ôcos de sua presença, mas prefiro acreditar que nada está perdido, está apenas mal procurado.
Um bom café dura o tempo de uma conversa
Uma conversa ruim dura o tempo de um café.



J. Barto
Manhã de vento frio baforando secamente seu hálito de halls preta nos cabelos e saias das pessoas. Nuvens borrifando água aqui no térreo não chegando a ser chuva nem nada demais, só aquela camada fininha de garoa que fica pinicando o suficiente pra incomodar e atrapalhar.
Numa partezinha coberta do pátio, sentados num chão meio úmido daqueles que deixam a bunda fria dando a impressão de estar molhada, entre uma aula e outra, dois amigos bebericavam café com leite aos pouquinhos em canecas de louça enquanto fumavam.
-Você já olhou pra alguém indo embora da sua vida e teve aquela mesma sensação de estar perdendo o último ônibus da madrugada que passa na sua casa?
-Já! A sensação de perda é muito parecida mesmo. Aquele caos que termina num nó de gravata elétrico que vai te apertando o gogó, e te apertando, e apertando...
-O coração acumula muito catarro.
Ele ouviu aquilo e ficou assoprando seu café em silêncio por alguns instantes antes de perguntar:
-Como é que se tosse com o coração?
-Acredita que até hoje eu não descobri?
-Nossa, e ai? O que se faz?
-Ficou preocupado, cara?
-Claro! Digo, um pouco sim, claro! Como não me preocupar? Porque, se vão acumulando impurezas, e o coração acumula impureza pra cacete...
-Pra cacete!
-... Então o coração de um amante termina preto, igualzinho ao pulmão de um fumante.
-Pior! Porque eu, pelo menos, conheço pessoas que mesmo com toda a luta e o esforço, conseguiram deixar de fumar. Já deixar de amar não acontece nem com o caralho.
-Nem com o caralho!
-É que tem vezes que Deus tira o dia pra praticar 'bulling' com a gente.
-Isso tudo começou com você falando sobre perder não foi?
-Era mais sobre deixar passar.
-Não seria a mesma coisa?
-Não. O 'deixar passar' acarreta o bônus amargo da burrice e da displicência. Perder não necessariamente é culpa nossa. Quem perde pode ensaiar mais, praticar mais até o novo confronto, já o ‘deixar passar’ compromete até a reaproximação. Pode atrair rejeição.
-E o perdão?
-Perdeu!
-Isso tudo tem a ver com a ‘Beauty Queen do botequim’?
-Sim.
-Que gostava de você?
-É.
-E que você não gostava?
-Isso.
-Mas pelo visto agora gosta?
-Gosto.
-Ela sabe disso?
-Não.
-Por quê?
- Hum...
Não existe um monossílabo pra responder isso, heim?
(...)
Som ambiente: Cigarras. Vapores e fumaça roçando nas pernas dos dois que nem gato.
Uma lágrima solo ameaça mergulhar reta em direção ao solo, mas ao chegar à borda do trampolim desiste. Tudo bem, o amigo não viu. Alívio. Sorte que homem não conversa olhando nos olhos. Decide quebrar o silêncio antes que fique constrangedor, mas foi o amigo que tornou a falar retrucando levemente provocativo, pousando a caneca verde abacate de lado por um instante.
 - O ser humano é realmente uma BR esburacada. O problema é que aguar rosas com lágrimas é ridículo! Qualquer imbecil sabe que sal faz mal para as plantas.
Pausa literalmente para o cafezinho. Pensamentos girando em sentido anti-horário.
-Só os imbecis que já tiveram plantas.
-Quem nunca teve planta é imbecil.
(...)
 -Sinceramente, nunca imaginei que gostasse tanto, que fosse sentir tanta falta dela assim.
-Nem ela!

juan barreto

-------------------------------------------------

Era olhar pra ela passando, que ele sentia seu peito se contraindo por dentro, fazendo barulho de latinha de refrigerante amassando.
Deus, como é longe sair de dentro pra fora!
Ainda por cima esse céu choramingando o tempo todo.
Se sentia um sofá remoendo seus estofados depois que todos na casa finalmente desligavam a tv e iam dormir.
Lembrei que quando nos beijávamos, era o único momento em que os nossos narizes tinham pra ficar olhos nos olhos.




Juan Barto