Funcionário do mês

[ CRÔNICAS, CONTOS, POESIA CONCRETA ] [ ILUSTRAÇÕES ] [ FOTOGRAFIAS ] [ VÍDEOS ]
Cortaram as asas da imaginação com a tesoura cega que as pessoas que não enxergam direito aquilo que não julgam direito usam para aparar suas amarras, suas unhas e seus pelos do nariz.
E não estão nem ai para os seus jardins.
Essa miopia seletiva, esse daltonismo afetivo...
Ainda estou na puberdade mental, meu cérebro ainda tá mudando de voz, deve ser isso.
A vida é uma viagem e como em toda viagem, a gente faz paradas pra cagar.
Fazer merda sempre esteve no roteiro, não se desespere, mas não abuse, não foi pra isso que saímos de casa e pegamos a estrada.
O mundo anda com febre, mas tem calor que só passa com mais calor.
Ah o calor! Ressecou meus lábios, ressecou meus cotovelos e ressecou teu nome, que estranhamente tinha ligação com ambos, beijando o primeiro e doendo o segundo.
Segundos que doem seguidos.
Segundos são moedas de cinco centavos que a gente não liga de guardar, mas que farão falta na hora de dar o troco.
Eu só queria matar o tempo e fazer parecer um acidente, assim como o fato da terra ser a lua da lua.




Juan Barto




-----------------------------------------------------------