Funcionário do mês

CRÔNICAS, CONTOS E TEXTOS POÉTICOS, NÃO POESIA.

PEN (SAMENTOS) DRIVE (ME CRAZY)

Pensamentos, se desse para penteá-los ou pelo menos prendê-los em um coque pra que parem de cair nos nossos olhos...
Os meus, são como um cachorro que vira e mexe se encontra perdido, mas sempre sabe o caminho de volta pelo cheiro.
Só quem sabe o que se passa de verdade na nossa cabeça são os nossos cabelos, e é por essa razão que eles são mudos.
Cafunés não podem roubá-los, no máximo seduzi-los, que é uma forma de roubar dando algo em troca.



Juan Barto