Funcionário do mês

CRÔNICAS, CONTOS E TEXTOS POÉTICOS, NÃO POESIA.
Administrando a dor como um gerente, como um maestro, como um economista...
Essa dor que sai pra passear por algumas horas, mas deixa o casaco pendurado nas costas da cadeira guardando o lugar, indicando que ainda volta.
'Ardor' e 'dor' são gêmeos bivitelinos não idênticos, rimas geradas em óvulos diferentes.


Juan Barto