Funcionário do mês

[ CRÔNICAS, CONTOS, POESIA CONCRETA ] [ ILUSTRAÇÕES ] [ FOTOGRAFIAS ] [ VÍDEOS ]

.

Era uma vez um peixinho dourado chamado Gomide. Parecia um pingo de fogo vivo, uma cápsula de lava ziguezagueando pelo aquário.
Cor de mertiolate, olhos de mercúrio, sozinho e com cara de poucos amigos.
Acontece que esse ser um dia encheu o saco daquele mundinho 'modelo reduzido' de Cloreto de Sódio artificializado com cor, luz e tédio.
De um salto pra cima se viu fora!
Serpenteou na corrente de ar que entrava pelo buraco do ar-condicionado que não estava lá e escapuliu. Foi-se embora.

-----------------------------------------------------------------------

Que dê ferrugem na cara de pau do destino.
Gangrena na viga mestre do carma.
Artrite na artéria da arte.
Piolho no olho clínico do oráculo, que gasta o tempo vendo tv na borra do café, sentado na porra do sofá.
Filosofando sobre conselhos de biscoito da sorte e anotando nas folhas de chá.

------------------------------------------------------------------------

Os vizinhos da frente só me veem.
Os vizinhos do lado só me ouvem.
Os vizinhos de baixo só me sentem.

------------------------------------------------------------------------

Um ex fumante é um candidato em potencial ao suicídio
Se existisse ex suicida seria um candidato em potencial a ser fumante.

------------------------------------------------------------------------

Manhãs frias por aqui são tão raras que ganha significado tudo e qualquer coisa que aconteça nelas, como por exemplo perceber que as nuvens são feitas de mousse de limão e que alguns pescoços de iogurte de coco.
Se a sorte lhe sorriu, o que importa se ela não tiver alguns dentes?




Juan Barto








Foto: Juan Barto