Funcionário do mês

CRÔNICAS, CONTOS E TEXTOS POÉTICOS, NÃO POESIA.
Sonhos desmaquilantes, sonhos de acetona, sonhos de solução de bateria fazem o cérebro acordar pela manhã com sua capacidade de aderência comprometida por algumas horas.
Assim como um durex vagabundo, a tendência é de que nada que se jogue ali em cima grude, a princípio pode até parecer  que colou, mas lentamente vai despregando, se soltando e se saindo até cair de súbito no chão.
Por essa razão, qualquer aula antes das nove da manhã é um exercício de disfunção da forma e de deformidade da função.

----------------------------------------------------------------------

Quanto as estrelas de pontas afiadas, elas sempre foram fixas ou foram afixadas no céu depois de recortadas?
Parecem percevejos dourados, espetados num isopor coberto com papel veludo azul escuro, quase preto.



Juan Barto







SYMPATHOS

Amanheceu chovendo bolas de sinuca.
Muitos mosquitos no ar. Insetos são fagulhas das labaredas do inferno.
Na parada de ônibus, ele percebeu o policial de longe olhando pra sua camiseta que trazia escrito 'Hey police, suck my dick!'.
Quase podia visualizar as pupilas do Tenente se movendo atrás das lentes escuras do rayban fazendo a leitura e tentando entender. A coincidência fez o PM pegar o celular do bolso nesse exato momento pra olhar as horas, mas foi a paranoia que fez Zed achar que ele estava fazendo isso pra usar o 'google translator'. Ficou nervoso e subiu sem olhar no primeiro ônibus que parou, já pensando em descer umas duas paradas depois. Também por coincidência era essa mesma linha que Zed pretendia pegar.

-------------------------------------------------------------------------------

Vida,  é só você voltando a fazer algumas coisas que há tempos não fazia, fazendo outras que nunca tinha feito antes e deixando de fazer aquelas que, sinceramente,  já encheram o saco. . . . . . . mesmo sabendo que depois de um tempo voltará a fazê-las de novo.

-------------------------------------------------------------------------------

Em matéria de problema, tamanho é documento.
Em matéria de matéria, o corpo é o que há!
Dizem que se você ouvir os seus pensamentos de trás pra frente, dá pra ouvir a palavra 'satanás' repetida em vários momentos.




Juan Barto
Desenho: Juan Barto