Funcionário do mês

[ CRÔNICAS, CONTOS, POESIA CONCRETA ] [ ILUSTRAÇÕES ] [ FOTOGRAFIAS ] [ VÍDEOS ]
Pra quê telefone pra contato se o desejo é de contato com o tato?
Ela piscou as lentes de contato, finalmente entendendo o contrato.
O abraçou com atitude, apertando os seus cabelos como quem se segura num cavalo sem cela pra não cair. Provou seu paladar de uma maneira nitidamente audível.

------------------------------------------------------

Eu sei que nunca fui perfeito, e há cada dia mais suspeito que nunca hei de ser
mas toda vez que eu lembro de rezar meu bem,eu não esqueço de você.
Pode até ser uma bobagem, pode até não dar em nada, mas se der... Não há de quê.




Juan Barto