Funcionário do mês

CRÔNICAS, CONTOS E TEXTOS POÉTICOS, NÃO POESIA.

A EPILEPSIA DO NERVO

Um terço das ruas tem nome de índios, que odeiam a cidade.
Um terço dos bairros tem nome de políticos, que odeiam o cidadão.
Com o tempo, o detento (por bom comportamento) diminui sua pena.
Com o tempo, o homem livre (por mau comportamento) diminui sua pena...pelos outros.
O policial forte, e mente armada, cochila no gelado do ar condicionado de uma hilux, que já foi caríssima e hoje em dia é apenas cara, enquanto há poucos quarteirões dali, um vigia noturno leva tiro na cabeça à temperatura ambiente de forma natural.
O cassetete de madeira caiu em cima da poça de sangue vermelho vivo do morto e escorreu de lado, rolando uns dois metros, xilografando a cara da sociedade com o blush que ela mais gosta.
Passando vergonha artificial na cara de pau pra sair na foto do jornal.
A vida é uma quimer(d)a!



Juan Barto

Tem saudade que é que nem uma naja, cuspindo veneno direto nos teus olhos.
Tem saudade que é que nem uma sucuri, te espremendo até quebrar todos os ossos, pra depois te engolir inteiro.
Tem saudade que é que nem uma cascavel, avisa que está chegando para te dar a oportunidade de fugir ou de se preparar para o confronto.
Tem saudade que é que nem uma coral, as vezes não dá tempo de saber se é da peçonhenta ou não.
Tem saudade que é que nem uma jiboia, tem quem goste e até crie em casa.
Vive ostentando para os amigos, carregando-a mansamente acomodada nos ombros.
Cobras?
Cobro!

---------------------------------------------------------------

De tanto orquestrar trovões, você começa a perceber o contraste entre os contraltos.
Percebe também que a diferença entre o 'grave' e o 'muito grave' é o groove.



Juan Barto
Cada beijo, uma colherada.
Cada colherada, uma molécula de vício.
Cada vício, uma parcela de culpa.
Cada culpa, uma pitada de 'quero'.
Cada 'quero', uma dose de 'já!'
Te cativo em cativeiro, te mantenho embaixo da língua pra te proteger dos meus próprios dentes.
Os cabelos compridos, perto do preto, caídos em calda perto do prato.
A pele dela tem algo (dão)..




Juan Barto