Funcionário do mês

[ CRÔNICAS, CONTOS, POESIA CONCRETA ] [ ILUSTRAÇÕES ] [ FOTOGRAFIAS ] [ VÍDEOS ]
Tem saudade que é que nem uma naja, cuspindo veneno direto nos teus olhos.
Tem saudade que é que nem uma sucuri, te espremendo até quebrar todos os ossos, pra depois te engolir inteiro.
Tem saudade que é que nem uma cascavel, avisa que está chegando para te dar a oportunidade de fugir ou de se preparar para o confronto.
Tem saudade que é que nem uma coral, as vezes não dá tempo de saber se é da peçonhenta ou não.
Tem saudade que é que nem uma jiboia, tem quem goste e até crie em casa.
Vive ostentando para os amigos, carregando-a mansamente acomodada nos ombros.
Cobras?
Cobro!

---------------------------------------------------------------

De tanto orquestrar trovões, você começa a perceber o contraste entre os contraltos.
Percebe também que a diferença entre o 'grave' e o 'muito grave' é o groove.



Juan Barto