Funcionário do mês

CRÔNICAS, CONTOS E TEXTOS POÉTICOS, NÃO POESIA.
Ultimamente, os dias fedem a rabujo.
Com a ponta do dedo, escrevo "murro" no vidro sujo.
Trinco, ainda que semanticamente, a janela enquanto remendo com graxa o escuro.



Juan Barto